domingo, 28 de junho de 2015

Indústrias vão investir R$ 17,2 milhões em Vitória e Pombos





Na sexta-feira (26), ocorreu a 90ª reunião do Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic) aprovando  R$ 97,1 milhões em projetos industriais. Foram validados 36 projetos, sendo 23 indústrias, dez importadoras e três centrais de distribuição. Os investimentos em indústrias totalizam R$ 97,1 milhões, sendo R$ 52,9 milhões destinados ao interior e R$ 44,2 milhões para o Grande Recife.

Os investimentos devem gerar 838 postos de trabalho, dos quais 556 no interior e 282 na Região Metropolitana do Recife. Entre os projetos anunciados, o maior é a primeira ampliação da fábrica da Arno, que demandará um investimento de R$ 23,6 milhões na implantação de uma nova linha de produção de ventiladores e liquidificadores. A previsão é que a unidade funcione em agosto próximo em Jaboatão dos Guararapes (conforme arte acima).

No total, 16 municípios foram contemplados, sendo cinco no Grande Recife (Jaboatão dos Guararapes, Recife, Cabo de Santo Agostinho, Igarassu e Camaragibe) e onze no interior (Agrestina, Arcoverde, Escada, Bezerros, Pombos, Caruaru, Goiana, Timbaúba, Sirinhaém, Vitória de Santo Antão, Petrolina).

Entre os maiores empregadores estão a Bol Indústria de Alimentos, que será implantada em Bezerros e vai gerar 104 empregos; a CP Indústria e Comércio de Móveis, que vai funcionar em Caruaru e criar 102 novas vagas de empregos. A FML Tecnologia Eletrônica fará ampliação no Recife e abrir 72 empregos.

No rol dos maiores investidores estão a SEB do Brasil, que amplia as atividades em Jaboatão dos Guararapes e vai empregar R$ 23 milhões, a Vidfarma Indústria de Medicamentos, que deve ampliar a nova linha de produtos em Pombos (R$ 15 milhões) e a Euroflex Indústria e Comércio de Colchões, que será implantada em Agrestina e fará investimento de R$ 13,9 milhões.

Juntos, Vitória de Santo Antão e Pombos receberão investimentos industriais na ordem de R$ 17,2 milhões. A Isoeste Nordeste Indústria  entrará comR$ 1,6 mi na sua unidade de Vitória para intensificar os sistemas construtivos de metal, enquanto aVidfarma (R$ 15,6 mi) ampliará a produção de medicamentos na cidade de Pombos.

 

Postar um comentário