quinta-feira, 23 de julho de 2015

Com Eduardo Cunha, a Câmara “piorou muito”, diz Severino Cavalcanti


O ex-presidente da Câmara Federal, Severino Cavalcanti (PP-PE), disse à Folha de São Paulo desta quarta-feira (22) que sob a presidência de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) a Casa “piorou muito”.

“Eu achava que ele, no início, estava tentando realmente acertar. Mas agora está tomando umas posições um pouco confusas. Se ele, digamos, participou de alguma coisa danosa (escândalo da Petrobras), ele tem que pagar também”, disse o ex-deputado pernambucano.

Segundo ele, a Câmara tem que mostrar ao Brasil que não “compartilha com bandalheira” e lembrou que foi obrigado a renunciar ao mandato, em setembro de 2005, “porque houve uma denúncia falsa contra mim de um camarada que queria ficar de qualquer jeito no restaurante da Câmara”.

Severino foi a “zebra” do segundo turno da eleição, que disputou com Luiz Eduardo Greenhalgh (PT-SP), mas poucos meses depois foi obrigado a renunciar, para não ter o mandato cassado, por ter sido acusado de receber um “mensalinho” do empresário Sebastião Buoni, tinha a concessão do restaurante.

Postar um comentário