sexta-feira, 17 de julho de 2015

Mais uma grande onda deve atingir o litoral pernambucano

Alerta foi reforçado pelo CPTC/INPE. Pequenas embarcações devem ficar longe do mar

Do JC Online

Crianças desprezaram o risco e brincaram na maré alta, em Brasília Teimosa
Bobby Fabisak/JC Imagem

Mais uma grande onda de até 3,5 metros pode atingir o litoral de Pernambuco da noite desta sexta-feira (17) até a madrugada de sábado (18). O alerta foi emitido pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). O CPTEC avisa que pequenas embarcações não devem ir ao mar e as comunidades que vivem na beira-mar devem ficar atentas.

Segundo a oceanógrafa e meteorologista do CPTEC Rosio Camayo, o fenômeno que atinge a região só deve começar a perder força no domingo, mas a agitação marítima permanece. "O alerta de ressaca deve continuar porque o fenômeno se dissipa lentamente e ainda devem ocorrer ondas de dois metros", explica. As áreas de maiores riscos são o litoral de Sergipe, Alagoas, Pernambuco e Sul da Paraíba. "Em alto-mar, as ondas podem atingir cinco metros", avisa.

Uma das causa das ondas grandes, que já fizeram estragos em Brasília Teimosa, Z|ona Sul do Recife, na madrugada desta sexta-feira(17), é a associação da circulação do sistema de alta pressão subtropical do Atlântico Sul (ASAS) com os ventos fortes de Sudeste. "A borda norte do sistema está com pista de ventos muito forte, causando a agitação marítima que atingiu o litoral nordestino. Para completar, o fenômeno coincidiu com a maré alta." 

A onda que atingiu o litoral pernambuco na madrugada desta sexta foi um swell, segundo o oceanógrafo da UFPE, Alex Costa. Ela formou-se justamente no Atlântico Sul, durante um evento extremo (tempestade) e seguiu para a costa nordestina, empurrada pelos ventos fortes, que atingiram 54km/h no litoral Pernambuco.

Postar um comentário