quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Deputado Silvio Costa botou boneco no Presidente da Câmara

Da Folha de S.Paulo – Aguirre Talento

Um dos vice-líderes do governo na Câmara, o deputado Silvio Costa (PSC-PE), partiu para o ataque em plenário contra o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), chamando-o de "arrogante, petulante, ditador e burro" ao dizer que ele queria votar as contas da presidente Dilma Rousseff por uma questão pessoal.

Cunha permaneceu calado durante as críticas e, ao fim do discurso do parlamentar, não fez nenhum comentário.

Costa falou quando a Câmara discutia a votação de contas de ex-presidentes, com o objetivo de abrir caminho para apreciar as contas de 2014 da presidente Dilma Rousseff, que correm o risco de serem rejeitadas pelo TCU (Tribunal de Contas da União).

"Isso é uma questão pessoal e esse seu emocional está errado, vossa excelência vai se dar mal, eu tenho certeza. Esse seu jeito arrogante, petulante, ditador e burro não vai chegar a lugar nenhum", afirmou Costa.

SEM MORAL

O deputado também disse que o TCU não tem "moral" para julgar as contas de Dilma por haver suspeitas contra o tribunal na Operação Lava Jato –o delator Ricardo Pessoa, dono da empreiteira UTC, disse que pagava ao filho do presidente do TCU, Aroldo Cedraz, para obter informações privilegiadas do tribunal. O filho, Tiago Cedraz, nega.

Silvio Costa disse ainda estar "se lixando" para Cunha e encerrou o discurso: "Se vossa excelência quer no pessoal, eu vou no pessoal com vossa excelência, não vou aliviar, vossa excelência envergonha essa casa".

Postar um comentário