quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Esposa de piloto de Eduardo diz que houve falha em avião


A esposa do piloto Marcos Martins, morto em acidente que também vitimou o candidato à presidência Eduardo Campos há quase um ano, enviou uma carta ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) e à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) afirmando que uma falha mecânica teria causado a queda do avião.

Com a ajuda de consultores, Flávia Martins alega que as aeronaves da família Cessna 560 Citation EXCEL (XL, XLS, XLS +) apresentam uma falha de previsão no projeto – mais precisamente nos estabilizadores horizontais.

Com a afirmação, Flávia contradiz os laudos da perícia, que indicam que os funcionários não cumpriram o trajeto previsto para pouso. De acordo com a viúva, uma falha no estabilizador horizontal teria acarretado na inclinação do nariz do veículo para baixo. O erro pode acontecer se a aeronave estiver acima dos 400km/h e o flaps forem recolhidos.

De acordo com o portal G1, que teve acesso à carta, o documento é composto por 16 páginas e foi escrito em 16 de julho. O destinatário foi o Brigadeiro Dilton José Schuck, chefe do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). Uma nota oficial deve ser divulgada ainda nesta semana.

O acidente aconteceu em 13 de agosto de 2014, quando o candidato à presidência estava se dirigindo para um evento de campanha no litoral. O avião deveria ter pousado na base aérea do Guarujá, mas, depois de uma tentativa frustrada de chegar ao solo, acabou arremetendo e matou as sete pessoas que estavam a bordo.

Postar um comentário