quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Governo Paulo Câmara vai aumentar impostos em setembro


Já anunciado pelo governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, o aumento do ICMS, definido por ele como “remédio amargo”, é receita que deve ser aplicada, ainda no início de setembro, também em Pernambuco.

Pelo menos, a previsão dos secretários, que estudam o assunto, é de que o projeto, referente ao aumento de impostos, siga para a Alepe nos primeiros dias do próximo mês. A equipe do Conselho de Programação Financeira do Estado calcula que serão necessários mais uns dez dias para que a matéria, que encontra-se na Secretaria da Fazenda, fique pronta.

Avançou-se a tal ponto que, segundo análises internas, não há como recuar mais da proposta. Por aqui, o secretário de Planejamento, Danilo Cabral, definira o momento de desaceleração da economia como “delicado”. Já Sartori, decretara que seu Estado “está na UTI”. Em Pernambuco, a elevação da alíquota deverá vir acompanhada de outras medidas, como a redução do horário de expediente dos órgãos públicos.

Antes do aumento do ICMS , a mudança no calendário de pagamentos já havia sido providenciada. A redução do horário de expediente não precisa seguir para a Alepe.

A Folha das Cidades

Postar um comentário