quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Janot denuncia Cunha e Collor por corrupção na Petrobras

Antonio Cruz/ Agência Brasil

Talita Abrantes, de Exame.com

São Paulo – O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, acaba de protocolar no Supremo Tribunal Federal (STF) denúncias contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por suposto envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras. Ele é acusado pelso crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. 

Além do peemedebista, o senador Fernando Collor de Mello e a ex-deputada Solange Almeida (PMDB-RJ) também foi alvo de denúncia. Ela é acusada de ter ajudado Cunha a pressionar operadores do esquema a pagar a propina devida. O processo de Collor, no entanto, está sob sigilo. 

Se o Supremo Tribunal Federal aceitar as denúncias, ambos podem se tornar réus no caso. Só a partir desse momento, os processos contra eles serão abertos.

A apresentação da denúncia contra Cunha deve apimentar ainda mais a crise política que se arrasta no país desde que Dilma Rousseff assumiu o novo mandato em janeiro.

Suspeito de receber propinas em troca da facilitação de contratos com a Petrobras, Cunha cortou relações com o Palácio do Planalto logo depois que foi citado em depoimento do lobista Julio Camargo.

As suspeitas contra Cunha 

Em depoimento ao juiz Sérgio Moro em julho, o lobista Júlio Camargo disse que Cunha pediu propina de 5 milhões de dólares para facilitar a assinatura de contratos de navios-sonda entre a Samsung Heavy Industries e a diretoria internacional da Petrobras, que ficava sob a batuta do PMDB.

No mesmo dia, o doleiro Alberto Youssef disse que estava sendo coagido por um deputado "pau mandado" do presidente da Câmara. O peemedebista nega as acusações. 

De acordo com o doleiro, os valores eram repassados a Cunha por meio de Fernando Baiano, conhecido como Baiano e apontado como operador doPMDB no esquema investigado pelaOperação Lava Jato.

Segundo as investigações, cerca de 54,5 milhões de reais foram depositados por Camargo nas contas indicadas por Baiano.

Ainda segundo Youssef, Cunha teria até usado requerimentos de uma comissão da Câmara para chantagear o lobista da Samsung Heavy Industries a pagar parcelas da propina. A ex-deputada Solange Almeida (PMDB-RJ) teria assinado os pedidos

Postar um comentário