sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Paulo Câmara é vaiado em último compromisso oficial da passagem de Dilma Rousseff por Pernambuco

Governador foi alvo de críticas por parte de integrantes de movimentos sociais que apoiam o governo federal, durante promoção do programa Dialoga Brasil

Celso Ishigami - Diario de Pernambuco

Julia Schiaffarino - Diario de Pernambuco

Foto: Julia Schiaffarino
No último compromisso oficial de sua visita a Pernambuco, a presidente Dilma Rousseff promove o programa Dialoga Brasil na noite desta sexta-feira, em uma casa de recepções no Benfica, Zona Oeste do Recife. Lutando contra os baixos índices de popularidade, a presidente recebeu o apoio de integrantes de movimentos sociais, como a União da Juventude Socialista (UJS) e a Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Pernambuco (Fetape). O evento conta ainda com a presença de cinco ministros, além do governador Paulo Câmara - vaiado assim que teve o nome citado.

Assim que teve o nome anunciado, Dilma foi saudada pelos presentes, que entoavam o grito de “não vai ter golpe!”. A maioria vestia camisas e bonés vermelhos e não poupou Paulo Câmara, mesmo quando a presidente citou o nome do governador. Além dos dois, também estavam presentes os ministros da Cultura, Juca Ferreira; da Saúde, Arthur Chioro; do Desenvolvimento Social, Tereza Campello; da Justiça, Eduardo Cardozo e da Educação, Renato Janine.

Abrindo os discursos, o Secretário-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, aproveitou deu um “puxão de orelhas” nos que vaiaram Paulo Câmara. “Todos que estão aqui merecem aplausos porque todos estão aqui pelo bem do País”, ressaltou. Em seguida, foi a vez de Tereza Campello destacar as ações sociais do governo. “É uma alegria voltar a Pernambuco e ver o quanto avançamos. A agenda de combate à pobreza avançou no Brasil e hoje, somos uma referência”, pontuou.

Depois, Roberto Janine citou as ações voltadas para a educação citando a criação de programas como o Prouni. “Nem em um ano de dificuldades econômicas, o Brasil deixou de colocar na escola e dar ajuda a milhões de brasileiros”, comentou.

O Dialoga Brasil é um programa de participação popular, cuja plataforma permite a qualquer cidadão o envio de opiniões e ideias aos ministros.

Postar um comentário