quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Romário prova que extrato da Veja é falso


Magno Martins

O ex-jogador de futebol e senador Romário (PSB-RJ) mostrou um documento do banco suíço BSI, nesta quarta-feira (5), para comprovar que o extrato da conta com saldo de 2,1 milhões de francos suíços (cerca de R$ 7,5 milhões) é falso.

Na semana passada, Romário foi até Genebra, na Suíça, para reafirmar não ser o titular da conta.

Segundo a revista "Veja", o jogador não declarou à Receita Federal ter conta no exterior com saldo superior a US$ 100 mil, como manda a lei. A conta também aparece em sua declaração oficial de bens apresentada à Justiça Eleitoral em 2014.

O ex-jogador admitiu à publicação ter aberto contas na Holanda e na Espanha na época em que atuou no futebol desses países e afirmou não se lembrar se havia fechado essas contas. No entanto, disse que nunca fez movimentações nelas.

"Acabei de receber do banco suíço BSI a confirmação de que o extrato da suposta conta bancária com o saldo de R$ 7,5 milhões em meu nome é falso. Com essa constatação de grave delito penal, o banco também me comunicou que fez uma queixa penal no Ministério Público de Genebra para que eles possam apurar o crime", disse Romário em uma rede social na internet.

"Diante dessas provas, enterramos, definitivamente, qualquer mentira sobre o assunto. Os falsificadores, mentirosos e caluniadores responderão à justiça brasileira e suíça", afirmou o ex-jogador.

Romário publicou a carta na íntegra em seu site.                   (Folha de .Paulo)

Postar um comentário