quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Situação da segurança nas estradas de Pernambuco e dos postos da PRF serão discutidos em audiência

A violência nas estradas pernambucanas e a falta de segurança nas BR-s serão discutidas nesta quinta-feira em audiência pública na Assembleia Legislativa com o Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais de Pernambuco (SINPRF-PE). O sindicato da PRF denuncia o fechamento de postos nas estradas pernambucanas e a carência de efetivo.

Segundo o sindicato da categoria, nos últimos cinco anos seis postos rodoviários federais foram fechados em Carpina, Moreno, Ribeirão, Quipapá, Salgueiro e Serra da Santa, deixando o saldo de segurança em Pernambuco negativo. Após o fechamento outros seis postos permaneceram em funcionamento em situação crítica: Salgueiro, Ouricuri, Juriti, Cabo de Santo Agostinho, Santa Maria da Boa Vista e Floresta.

De acordo com o SINPRF-PE, a média diária de policiais atuando nos postos e rondas é de aproximadamente 60 para cobrir 2,5 mil quilômetros de rodovias federais no estado. Entre as funções dos policiais rodoviários estão o combate e repressão aos crimes de trânsito, tráfico de drogas, roubos de cargas, trabalho escravo, tráfico de animais, crimes contra a administração pública e prostituição infantil nas estradas.

Estão confirmadas na audiência a presença do Inspetor José Roberto, representando a Diretoria Geral da PRF no Brasil; além do novo superintendente da PRF em Pernambuco, Valcir Correia, e o superintendente adjunto Ricardo Diniz; além de representantes do Movimento Maio Amarelo, de motociclistas e a Ordem dos Policiais do Brasil (OPB).

 

Diário de Pernambuco. 

Postar um comentário