segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Alzheimer pode ser transmissível, diz pesquisa

A estimativa, ainda teórica, foi baseada em autópsias de outo pacientes

 

O mecanismo de desenvolvimento do Alzheimer ainda é uma incógnita ( Foto: Gerd Altmann/ Pixabay )

Cientistas da University College London publicaram um estudo na revista científicaNature que apresenta a argumentação de queinstrumentos cirúrgicos e agulhas podem apresentar um raro, mas elevado potencial de contágio.

A estimativa, ainda teórica, foi baseada em autópsias de oito pacientes. Apesar da investigação, outros especialistas se contrapõem, afirmando que os estudos são inconclusivos e não significam que o Alzheimer pode ser contagioso.

Alarme desnecessário

Apesar de o mecanismo de desenvolvimento do Alzheimer ainda ser uma incógnita, especialistas concordam que não é possível contrair a doença como uma gripe, por exemplo.

Os dois grandes sinais utilizados para detecção da dença são um aglomerado de fragmentos proteicos da proteína beta-amiloide (placas amiloides) e a presença de emaranhados da proteína tau.

Apesar de refutada, a pesquisa apresenta resultados interessantes e importantes para aprofundar o conhecimento. Os pacientes que tiveram os cérebros observados faziam parte de um pequeno grupo que anteriormente se submeteu a um tipo de tratamento abandonado há anos

Postar um comentário