quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Crônica - Givaldo Calado homenageia o amigo Zé Antonio da CERSOPE

Zé Antônio, Givaldo Calado e Paulo Couto Presidente da OAB
Garanhuns
Zé, Você tinha muito da essência do nosso Movimento. Era amigo, solidário, fraterno... A você não se cobrava o que nossa doutrina ensina. Porque você se antecipava a qualquer cobrança. Com sua presença. Alegre. Gostosa. Disponível. Embora sem convivermos no dia-a-dia, era nítido o seu cuidado comigo. Você nunca me disse. Mas eu sentia e me alegrava com isso. Uma alegria que chegava às raias da honraria. Cuidado de amigo sincero, verdadeiro. E de um voluntariedade digna de um Leão que honrava o Leonismo. Que aponta para toda essa sua trajetória quase centenária. De partilha. De solidariedade. De cristianismo. A última vez que vi Zé, quis vê-lo como se fosse pela última vez. Disse-o: é verdade, Zé, o que vejo. Ela respondeu, convidando-me para ir com ele e tantos outros amigos comuns. Era aquela maratona em direção ao sul. Zé, tenho certeza que você está em bom lugar. Muito melhor do que o nosso. Mas fique certo: temos muita. Muita saudade de você. De seu sorriso. De seu olhar. Tudo a denunciar um carinho e uma grande amizade por todos nós. Quando o vi, por derradeiro, naquela manhã triste, você parecia estar olhando pra gente e dizendo: "Até logo mais. Na nova morada, vou continuar o mesmo Zé com o coração que vocês conhecem".

*José Antônio Gomes, faleceu em 26 de Julho de 2015, ex-gerente da CERSOPE, e com grande ação comunitária no Lions e Maçonaria. Zé Antônio, como era conhecido, era figura muito querida, de incontáveis amigos, estava internado no Recife, convalescendo de um AVC. Já havia também sofrido um infarto, Givaldo Calado é empresario do ramos de Hotéis, e advogado, eram grandes amigos e ex- alunos do Colégio Diocesano de Garanhuns, estavam empenhados na realização do Centenário do Gigante da Praça da Bandeira.

Postar um comentário