quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Ex-mulher pede morte de governador em magia negra

Magno Martins

EXCLUSIVO

É de estarrecer e inacreditável a história a seguir que está rolando nas redes sociais e que vem da Paraíba. Depois de render alguns episódios policiais, a separação da ex-primeira-dama da Paraíba, Pamela Bório, e do governador Ricardo Coutinho (PSB), chegou ao extremo e atingiu o sobrenatural. Depois de dizer, após a separação oficializada no início deste ano, que seu “inimigo” era Ricardo e que “iria arrastar todo mundo”, conforme revelaram áudios veiculados por portais de notícias recentemente, Pamela aparece agora citada numa história surpreendente que envolve magia negra contra o governador paraibano.
De acordo com vídeo, ao qual o blog teve acesso, ela teria encomendado a uma Mãe de Santo, de Salvador, Bahia, onde a jornalista nasceu, que fizesse um “trabalho” para que o governador Ricardo Coutinho morresse. No vídeo, a própria Mãe de Santo confirma a suposta encomenda. Baiana de Senhor do Bonfim, a ex-primeira-dama, que já foi Miss Bahia, frequentou terreiros na Paraíba.

Mãe Ana, como é chamada no vídeo, revela que a ex-primeira-dama a procurou tarde da noite no ano passado pedindo para que fosse feito uma magia contra o governador. Ela afirma que cobrou R$ 25 mil pelo “trabalho”. E que recebeu o dinheiro. No vídeo, ela chega a mostrar fotos do casal e até uma suposta cueca do governador para ser usada na magia.

A Mãe de Santo explica que a ex-primeira-dama justificativa o fato de que, já sabendo da separação iminente, não queria “sair sem nada”. Viúvas de governadores têm direito a pensão vitalícia. A relação conturbada e as confusões envolvendo a ex-primeira-dama e o governador são fato corriqueiro na Paraíba. Nas redes sociais, a ex-primeira-dama ataca o governador publicamente. Na Justiça, eles travam disputa pela guarda do filho de cinco anos de idade.

A Mãe de Santo diz que não chegou a realizar a magia porque a ex-primeira-dama teria oferecido o sangue do filho para o ritual. “Não fazemos trabalho com crianças”, diz, revelando que, apesar de receber o dinheiro, não fez o serviço. Mas ameaçou: “Porque se tivesse feito ele já teria morrido sim”.

Recentemente, ela fez uma tatuagem nas costas com sinais estranhos que chamaram a atenção dos internautas. Na Internet, usando palavras chaves, qualquer leitor tem condições de puxar farto material sobre o comportamento de Pamela.

Ela foi a ex-primeira-dama que:

- Acusada de fazer gastos exagerados na residência oficial do governador (responde processo por isso)

- Foi notinha de revistas nacionais por expor nas redes sociais calcinhas e sutiãs que ganhou de presente

 - Na campanha de 2014, ainda casada com Ricardo Coutinho, usava redes sociais para atacar Dilma e o PT, mesmo sabendo da aliança do marido com a presidente e o partido

- Foi acusada de tentar agredir uma das babás do filho com uma faca. Foi prestado Boletim de Ocorrência.

Procurada pela reportagem, a ex-primeira-dama da Paraíba não atendeu às ligações nem retornou nenhuma das várias tentativas que fizemos.

Postar um comentário