quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Lixo gera desconto na conta de luz


José Soares consegue zerar conta de luz com bônus que tem em troca de recicláveis. Foto: Brenda Alcantara/Esp DP/D.A Pres

Diário de Pernambuco

Em tempos de conta de luz nas alturas alguns pernambucanos conseguem a proeza de zerar a fatura mensal de energia elétrica. São clientes da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) que se cadastraram no projeto Vale Luz e recebem um bônus de desconto na conta em troca de lixo reciclável. Uma alternativa sustentável para enfrentar os reajustes tarifários de 22% em média neste ano, incluindo o anual, a chamada revisão tarifária extraordinária (RTE), e as bandeiras tarifárias, que encarecem o consumo de energia. Em sete anos, o programa possuía3.587 pessoas inscritas na Região Metropolitana do Recife (RMR) e distribuiu R$ 103 mil de bonificações em troca de 372 toneladas de resíduos descartáveis retirados das ruas.

José Soares da Silva, 79, declarou guerra à bandeira vermelha que onera a conta de luz em R$ 5,50 a cada 100 quillowatt/hora (kWh). Ele mora no Alto Nova Olinda II, uma das 30 comunidades inseridas no projeto Vale Luz e paga R$ 70 de conta. Pagava. Há quatro meses, o aposentado consegue zerar a conta de energia e economizar nas despesas mensais. Quando o caminhão da coleta seletiva chega à comunidade ele é o primeiro que aparece para entregar o material reciclável e ganhar bônus.

“A minha conta estava muito alta. Eu ganho o salário mínimo e estava difícil pagar. Abriram essa brecha e eu entrei. Aproveito o dinheiro para pagar outras contas”, comemora. Além de participar do programa, o idoso diz que percorre o bairro para conscientizar os moradores a juntar o material reciclável.

Papelão, papel, garrafa pet, ferro, alumínio, catamba (plástico grosso), tetra pak. A comerciante Rosilene da Silva Nunes, 55, tem uma mercearia no mesmo bairro. Ela decidiu entrar no programa porque a conta de luz apertou no bolso. Rosilene utiliza dois freezers antigos que consomem muita energia, o gasto mensal é de 400 kWh/mês. Com o aumento da tarifa, a fatura mensal ultrapassa R$ 300.

“Hoje entreguei papelão e garrafas pets e ganhei R$ 5,20 de bônus. A minha meta é zerar a conta”. Rosilene destaca a importância de retirar o lixo da rua e preservar o meio ambiente. Solange Mendes dos Santos, 42, é outra entusiasta: “Desde o começo eu entrei no programa. Estou acumulando bônus para zerar a conta.” 

Crédito na fatura

O projeto Vale Luz da Celpe iniciou em 2009, financiado com recursos de sucata da troca de geladeiras recolhidas dos clientes. Agora o programa está incluído no orçamento do plano de eficiência energética da companhia, cujo investimento estimado é de R$ 19 milhões este ano. Quinzenalmente, dois caminhões percorrem as localidades de Recife, Olinda e Abreu e Lima para recolher os resíduos descartáveis. A inscrição dos moradores pode ser feita na unidade móvel onde o material é entregue. O bônus é creditado na próxima fatura.

O material coletado nas comunidades é separado dentro do caminhão e depois entregue às cooperativas de catadores de material reciclável, que ficam responsáveis pela comercialização dos resíduos. Parte do lucro dos catadores com a venda do material é repassado à Celpe, para financiar o bônus que o consumidor recebe como desconto na conta de luz.

Ana Christina Mascarenhas, gerente de eficiência energética da Celpe, diz que a ideia é ampliar o projeto Vale Luz em 2016 para outras comunidades da área metropolitana do Recife. Uma empresa de consultoria de resíduos sólidos vai ser contratada pela distribuidora para estabelecer novas parcerias com os clientes de consumo intensivo, como as indústrias e os supermercados. “No desenho novo vamos chegar em outros bairros, mas sem abandonar a figura do catador”.

Questionada se a alta da conta de luz estimulou mais consumidores a entrarem no projeto, Ana Christina diz que o programa é cíclico, muitos clientes entram e depois deixam de participar. Uma coisa é certa: reduz a inadimplência da distribuidora. “A adimplência é maior porque o cliente tem o desconto na conta e o bônus ajuda a pagar. Tem cliente que junta os resíduos de parentes e vizinhos e consegue zerar a conta”.
Postar um comentário