sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Dilma mandará ministros a Pernambuco para debater o avanço da microcefalia


A presidente Dilma Rousseff recebeu em audiência nesta quinta-feira (26) o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, para tratar do
apoio da União ao plano estadual de enfrentamento às doenças transmitidas pelo aedes aegypti (dengue, chikungunya e zika).

Diante do quadro exposto pelo governador, a presidente determinou que os ministros da Saúde, Marcelo Castro e da Integração Nacional,
Gilberto Occhi, além do secretário de Defesa Civil, general Adriano Pereira Júnior, participarão da reunião que haverá em Gravatá na
próxima segunda-feira (30) com todos os prefeitos do Estado.

“Eu senti, por parte da presidente, vontade de ajudar. É muito importante essa participação porque nós vamos precisar fazer uma ação
muito grande de combate ao mosquito”, declarou Paulo Câmara.

Ele convocou os prefeitos para uma reunião no Hotel Canariu’s, de Gravatá, às 16h, para ouvir o depoimento deles e falar sobre a
elaboração do plano que está sendo montado pelo Governo do Estado.

“Será, realmente, uma força-tarefa, pois a gente precisa do apoio de todos. É um plano de ação que já está pensado, mas que precisa
ser desdobrado”, afirmou.

Segundo ainda o governador, a presidente se prontificou a visitar municípios pernambucanos onde houve registro de casos de
microcefalia.

“O problema está concentrado no Nordeste, mas pode chegar a outros estados, e rapidamente. É uma nova realidade, que não vai ser
finalizada de imediato e vai precisar de uma preparação nossa para o futuro. Porque, se for confirmado o vírus da Zika como um
causador da microcefalia, na verdade vamos estar diante de uma nova doença no Brasil, que vai precisar de uma nova estrutura e uma
nova preparação. Isso na saúde, nós sabemos, não se faz do dia para noite”, afirmou o governador.

Postar um comentário