quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Multidão se despede de radialista assassinado em Lagoa de Itaenga

Cartazes, palavras de ordem e balões brancos pediam justiça e paz. Comunicador foi velado na Câmara de Vereadores do município.

Do G1 PE

Radialista assassinado é enterrado em Lagoa de Itaenga, na Mata Norte, (Foto: Edison Silva/TV Globo)

Com faixas, balões brancos e homenagens, uma multidão acompanhou o corpo do radialista Israel Silva até o cemitério público da cidade de Lagoa de Itaenga, Mata Norte do estado, na tarde desta quarta-feira (11). O comunicador, morto na manhã da terça (10), foi velado na Câmara de Vereadores do município e enterrado no fim da tarde.

Sob forte comoção, a população de Lagoa de Itaenga pediu mais segurança na localidade. A população soltou balões brancos em referência à paz e exibiu cartazes com demonstrações de carinho pelo radialista.

Sentimento durante cortejo era de saudade e
impunidade (Foto: Edison Silva/ TV Globo)

O líder comunitário Pedro Epifânio foi uma das pessoas que fizeram questão de homenagear Israel Silva. “Trouxe uma coroa de flores, mas ele merece muito mais. Era a voz dos pobres dos municípios, ele representava a população tão sofrida”.

Pedindo mais segurança no município, a doméstica Josefa Barbosa disse que os moradores não estão se sentindo seguros há algum tempo. “Ninguém  tem segurança. Dá 18h e todo mundo trancado em casa com medo. É uma cidade pequena, não devia ser assim”, acredita. Em sinal de protesto, donos de lojas do centro comercial fecharam as portas enquanto o corpo passava pela cidade.

Crime
O radialista foi morto a tiros na manhã da terça (10), dentro de uma loja na Avenida Manoel José da Silva, no centro do município. A vítima, que também era guarda municipal, tinha um programa de rádio sobre segurança e política. Dois suspeitos teriam cometido o assassinato, utilizando arma de grosso calibre -- Israel Silva foi atingido no braço e no pescoço. Segundo a Polícia Militar, opinião 'ostensiva' dele no programa de rádio pode ter motivado crime.

Devido à falta de espaço, muitos não conseguiram presenciar o velório (Foto: Edison Silva/TV Globo)

Durante a terça (10), duas pessoas foram detidas e dois adolescentes foram apreendidos, em Lagoa de Itaenga. No entanto, de acordo com o delegado responsável pelo caso, Pablo de Carvalho, ainda não se sabe se os suspeitos detidos têm envolvimento com a execução do radialista. "As pessoas foram detidas por vários motivos, como posse de arma e de drogas, mas els não estão necessariamente ligadas ao caso. Ainda estamos investigando", explicou Carvalho.

Postar um comentário