sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Rebelião, quebra quebra na Cadeia de Garanhuns

Polícia acompanha de fora tumulto provocado por presos da Cadeia Pública de Garanhuns
Foto: Divulgação Agreste Violento

Uma rebelião que se iniciou por volta das 14 horas desta sexta-feira, 27/11, na Cadeia Pública de Garanhuns mobilizou dezenas de policiais militares do 9º BPM. Segundo as primeiras informações, o motim começou nos pavilhões B e D  e se espalhou por todo o complexo prisional.  O  motivo, segundo uma fonte, seria o atraso no pagamento do auxílio reclusão, benefício devido aos dependentes do cidadão recluso em regime fechado ou semiaberto, desde que ele não receba salário de empresa nem benefício do INSS.

Os detentos quebraram paredes, queimaram utensílios e bradavam palavras dizendo que iam matar gente caso não fossem atendidos. A PM acompanhou a rebelião do lado de fora enquanto negociadores tentavam por fim ao tumulto. Segundo relatos extraoficiais, o movimento já teria chegado ao fim. mas a informação não foi confirmada oficialmente pela polícia.  Não há relatos de reféns no interior do presídio

VeC Garanhuns

Postar um comentário