terça-feira, 24 de novembro de 2015

Vice Prefeito é feito refém e morto dentro de Prefeitura

No CE, vice-prefeito é morto após ser mantido refém na prefeitura de Choró

Homem armado manteve vice-prefeito refém por mais de duas horas. Suspeito deu tiro na cabeça após assassinar vice-prefeito.

Do G1 CE, com informações da TV Verdes Mares

O vice-prefeito do município de Choró, a 155 quilômetros de Fortaleza, Sidney Cavalcante, foi assassinado a tiros na tarde desta terça-feira (24) após ser mantido refém no Centro Administrativo Expedito Quirino Borges, sede da prefeitura da cidade.

(Correção: O G1 errou ao informar que o suspeito morreu após ter atirado em si mesmo. A informação foi repassada pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social e retificada às 16h05 pelo órgão que informou que o suspeito deu um tiro na cabeça, mas foi socorrido em estado grave para um hospital da região)

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Sidney Cavalcante (PT) foi rendido por um homem armado no fim da manhã desta terça-feira (24). O homem manteve o vice-prefeito refém por mais de duas horas em uma das salas do prédio.

Policiais tentaram negociar a libertação do refém, mas encontraram o vice-prefeito morto e o suspeito ferido dentro da sala. A hipótese é de que o homem armado identificado como Francisco Roberto Oliveira, 46 anos, tenha tentado cometer suicídio com um tiro na cabeça. Francisco foi socorrido e levado em estado grave para um hospital da região.

Corpo encontrado em freezer
Durante as negociações para libertar o refém, o suspeito disse à polícia que assassinou a mulher e pôs o corpo dentro de um freezer em uma casa em Fortaleza. Antes de dar um tiro na cabeça, o homem disse que cometeu os crimes porque o vice-prefeito havia tido um caso com a mulher dele, encontrada em um apartamento no Bairro Parangaba e identificada como Maria Elisângela Gomes Lemos.

Negociações
Ainda de acordo com a SSPDS, o prédio foi isolado pela Polícia Militar e equipes do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foram enviadas ao local para conduzir as negociações. No início da tarde desta terça, policiais militares tentaram invadir a sala onde o vice-prefeito é mantido refém, mas recuaram após ouvirem oito disparos de armas de fogo. Segundo a PM, o homem atirou para impedir a entrada dos policiais, mas não feriu ninguém.

Sidney Cavalcante, vice-prefeito de Choró, é mantido refém em prédio da prefeitura (Foto: Reprodução/Facebook)

Postar um comentário