sábado, 12 de dezembro de 2015

“É uma dor que sinto dentro da alma”, diz pai de menina morta em escola de Petrolina

A família de Beatriz Angélica Mota, de 7 anos, que foi assassinada dentro do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, no centro de Petrolina, na noite da última quinta-feira (09), está em estado de choque.

Consternado, o pai da vítima, Sandro Romildo, falou do sofrimento pelo qual está passando. “É uma dor que eu sinto que não é do corpo, é uma dor que sinto que é dentro da alma“, afirmou à TV São Francisco.

Ela era um anjo que não fazia mal a ninguém… ela tinha sete anos, não tinham pecado e que Deus quis levar pra ele, porque ela era muito boa para viver nesse mundo cruel”, lamentou Sandro, que é professor de Inglês no colégio onde a filha foi morta.

Beatriz foi sepultada no final da tarde de ontem (11), na zona rural de Juazeiro, onde morava com a família. O caso está sendo investigado pelas polícias Civil, Federal e Militar. Segundo a delegada Sara Machado, responsável pela investigação, pessoas suspeitas já foram ouvidas, mas por enquanto nada de conclusivo. (foto/reprodução TV São Francisco)

As pessoas que puderem passar alguma informação terão sigilo garantido e podem ligar para os telefones: (87) 3866 6781 ou 3861 6782solicitou a delegada Drª Sara Machado.

Blog: O Povo com a Notícia

Postar um comentário