terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Governo do Estado vai investir R$ 25 milhões no combate ao aedes aegypti

O governador Paulo Câmara reuniu-se nesta segunda-feira (30), em Gravatá, com cerca de 150 prefeitos de Pernambuco para anunciar o lançamento do Plano Estadual de Enfrentamento às Doenças Transmitidas pelo Aedes Aegypti.

O Governo do Estado pretende investir R$ 25 milhões nas ações de combate ao mosquito, sendo R$ 5 milhões na compra de equipamentos (material de campo, bombas costais, EPI), R$ 5 milhões em campanha de publicidade e R$ 15 milhões para estruturação de centros regionais de atenção às crianças com microcefalia.

O ato contou também com a presenças dos ministros da Saúde, Marcelo Castro e da Integração Nacional, Gilberto Occhi e do secretário nacional de Defesa Civil, general Adriano Pereira Júnior.

“Essa não é uma questão de Pernambuco, é uma questão do País. As ações do Governo vão continuar e vamos precisar de uma grande mobilização social para solucionar essa questão. O momento é de união nacional”, disse Paulo Câmara.

Em 2015, foram detectados em Pernambuco os quatro sorotipos da dengue circulando ao mesmo tempo, fato até então inédito. Outros dois agentes infecciosos, o da chikungunya e o da zika, também foram confirmados no Estado. Todos os vírus são transmitidos pelo mesmo mosquito, o aedes aegypti.

No último domingo (29/11), o governador decretou estado de emergência em Pernambuco por causa do avanço do mosquito. A medida busca agilizar e desburocratizar processos, como o de compra de insumos, sem licitação, para o enfrentamento do problema.

Até o momento, Pernambuco notificou 646 casos de microcefalia. Desses, 211 atendem aos critérios da Organização Mundial de Saúde (OMS).

O Plano de Contingência está focado em quatro eixos: vigilância dos casos e controle do vetor, assistência ao paciente, comunicação social para ampla divulgação sobre as doenças e gestão integrada do plano para monitoramento de todas as ações estaduais e municipais.

Postar um comentário