quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Mesmo com a crise, Audi já vendeu este ano mais carros que em 2014

A montadora alemã registrou crescimento de 35% em relação às vendas computadas ano passado

 

Jörg Hofmann, presidente e CEO da Audi do Brasil, atribui crescimento nas vendas a vários fatores, entre eles, a chegada do novo A3.

Divulgação

Mesmo em tempos de crise, as montadoras de luxo parecem não sentir os efeitos. Uma prova é a Audi do Brasil que ultrapassou sua meta anunciada de vendas para o ano de 2015. No total, foram 15.242 veículos comercializados em 2015, 35,8% acima do registrado em 2014. Apenas no mês de novembro, o número de emplacamentos foi de 1.382 unidades, o que representa um aumento de 32,8% nas vendas em relação ao mesmo mês do ano passado.

"Estamos muito felizes em ultrapassar nossa meta para 2015 e vamos continuar trabalhando fortemente para ampliar ainda mais nosso volume de vendas no Brasil. O bom desempenho que a Audi vem apresentando neste difícil ano demostra o compromisso de longo prazo que temos com o mercado brasileiro. 

Com os lançamentos da linha A3 Sedan, modelos produzidos nacionalmente, reforçamos nosso plano de crescimento e nossa estratégia de 360 graus, que envolve alinhamento do nosso portfólio com os últimos lançamentos no mercado europeu, preços competitivos, planos de investimentos em pós-vendas e abertura de novas revendas em todo o país”, afirma Jörg Hofmann, presidente e CEO da Audi do Brasil.

Ao longo do último mês, a Audi lançou oficialmente o A3 Sedan nacional no País, cuja produção fora iniciada em setembro. O modelo, equipado com motor 1.4 flex, é o primeiro carro da marca que pode receber etanol no tanque e chegou às concessionárias na segunda quinzena de novembro. Já a versão 2.0 TFSI começa a ser vendida em dezembro.

JC Veículos

Postar um comentário