terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Mulher morre após culto evangélico. Fieis achavam que era 'encosto'

Mulher passa mal e morre em culto evangélico: crise asmática seguida de convulsão e queda. Fieis disseram que ela estava possuída e chamaram o pastor em vez de socorro médico

Durante um culto na casa de uma amiga de igreja, Lúcia Fernandes Santana (foto), 55, caiu, teve convulsão e de sua boca sangrou. Ela estava tendo uma crise asmática, mas os fiéis acharam que estava “possuída” e oraram para livrá-la do Satanás.

Como Lúcia continuou passando mal, cerca de meia hora depois os fiéis chamaram um pastor para reforçar as orações, mas ele se convenceu de que não se tratava de “encosto”e mandou pedir socorro de uma ambulância.

Lúcia morreu no Hospital de Base, em São José do Rio Preto (SP).

De acordo com o atestado de óbito e de testemunhas, Lúcia morreu por causa de sangramento do crânio causado pela sua queda. Ela caiu porque teve um AVC (Acidente Vascular Cerebral) provocado pela asma. As informações são do Diário da Região.

O pneumologista João Batista Salomão confirmou que quem sofre de asma grave pode perder a consciência e ter um AVC se ficar sem socorro médico em torno de dez minutos.

M.S.F.S., 36, a nora da evangélica, declarou que os fiéis deveriam chamar logo a família de Lúcia e um socorro médico.

“Na casa [onde se celebrava o culto], havia gato, e Lúcia tinha asma. Quando começou a passar mal, ela pediu a bombinha que tinha ficado na casa dela, mas eles [os fiéis] fizeram confusão e acharam que ela estava possuída.”

A nora acredita que Lúcia não teria morrido se tivesse sido atendida a tempo por um médico. “Mas só Deus para saber isso.”

Postar um comentário