quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

PB ganha primeira farmácia gratuita de consulta e entrega de remédios para animais


Animais são atendimentos gratuitamente na farmácia (Reprodução/Facebook)

Consultas, atendimentos de urgência e entrega gratuita de antibióticos, analgésicos, vermífugos, anti-inflamatórios, antitóxicos e suplementos vitamínicos a pequenos agricultores e donos de animais de estimação. Esses são os serviços oferecidos pela Farmácia Veterinária Municipal de Itaporanga, no Sertão paraibano, a 428 km de João Pessoa. A iniciativa é pioneira no estado em oferecer atendimento gratuito aos animais e vem ajudando no tratamento de doenças.

Segundo o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Itaporanga, Hermes Rodrigues, a farmácia iniciou o atendimento no dia 8 deste mês.

O objetivo da iniciativa é de fornecer atendimento e acompanhamento veterinário aos animais de pequenos agricultores e auxiliar no tratamento de doenças dos animais domésticos e de rua.

“É uma farmácia básica veterinária, que funciona de segunda a sexta, mas que oferece um serviço essencial para o pequeno agricultor que não pode pagar pela assistência aos seus animais. Temos uma veterinária, que é responsável pela farmácia e um técnico que realizava visitas nas propriedades. Além disso, oferecemos consulta aos animais domésticos e sempre que podemos também fornecemos a medicação básica para tratamento de doenças. Os animais de rua também estão sendo tratados para evitar a proliferação de doenças e melhorar a condição de vida deles”, contou o secretário.

Para ter direito ao atendimento, os agricultores devem comprovar a condição de pequeno agricultor através de uma documentação expedida pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), além do registro dos animais.

Já os animais domésticos e os seus responsáveis passam por um cadastro básico para registro de informações sobre o animal, como endereço de moradia, idade e doenças que tenham sido identificadas em outras fases da vida.

“Nós realizamos todo o processo de cadastro para ter um controle de atendimento e um controle de saúde do animal, facilitando o acompanhamento em caso de uma urgência. Já conseguimos identificar algumas doenças em animais domésticos e de rua e estamos fornecendo o tratamento. Como temos pouco estoque e às vezes falta medicamento, também fornecemos a receita para os criadores comprarem a medicação. É um serviço essencial para os animais e que ajuda muito os agricultores”, disse o secretário Hermes Rodrigues.

Ainda segundo o secretário, a iniciativa conta com poucos recursos, mas deveria ser seguida por outros municípios paraibanos.

“Os recursos da farmácia são poucos, algo em torno de R$ 1 mil por mês. Tudo é custeado pela prefeitura. Mesmo assim, é uma luta que estamos conseguindo vencer e é uma iniciativa muito importante, que serve de exemplo para toda a Paraíba e mostra que o poder público também pode oferecer atendimento gratuito aos animais”, concluiu o secretário.

Em JP, Zoonoses castra animais gratuitamente

Em João Pessoa, o Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses (CVAZ), ligado a Secretaria de Saúde da Capital, não oferece consultas ou remédios gratuitos para a população por conta de uma legislação federal que impossibilita a prática, segundo o coordenador do CVAZ, Nilton Guedes.

Mesmo assim, o Centro de Zoonoses permite que donos de cães e gatos levem os seus animais ao local para que eles possam ser castrados gratuitamente. O serviço, segundo Nilton Guedes, é uma das ações para o controle da população animal em João Pessoa.

“A legislação proíbe que o Sistema Único de Saúde (SUS) banque gastos com saúde animal. Mas, nós oferecemos alguns exames e fazemos a castração, como forma de controle da população animal. Para a castração nós nos responsabilizamos pelos exames pré-operatórios e pela cirurgia. O pós-operatório é de responsabilidade do guardião do animal”, contou Nilton Guedes.

Ainda segundo o coordenador do Centro de Zoonoses, a ideia da farmácia veterinária em Itaporanga é uma boa iniciativa pública e poderia ser seguida.

“Estamos cada vez mais preocupados com o controle e a saúde animal. Toda iniciativa que vise o bem estar do animal e também conscientize os donos sobre suas responsabilidades são viáveis. Quanto mais cuidarmos dos nossos animais mais cuidaremos da população humana”, afirmou Nilton Guedes.

O Centro de Vigilância Ambiental e Zoonoses de João Pessoa fica na Avenida Walfredo Macedo Brandão, número 100, no bairro dos Bancários, Zona Sul da Capital. Os contatos também podem ser feitos pelos telefones (83) 3218-9357 ou 0800 282 7959.

Portal Correio

Postar um comentário