quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Secretário de Administração diz que greve da Polícia Civil é ato político e chantagem contra população

De acordo com o Milton Coelho, os efeitos do plano de cargos e carreira só entram em vigor em abril, por isso, não se pode alegar que está sendo descumprido

Da Rádio Jornal

Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem

O secretário de Administração do Estado, Milton Coelho, conversou nesta quarta-feira (3) com o comunicador Wagner Gomes sobre a greve da Polícia Civil decretada ontem. Em entrevista à Rádio jornal, o gestor afirmou que passou o ano de 2015 em processo de negociação e que o acordo. “Essa é um ato político e reflete uma chantagem do sindicato contra a população pernambucana na maior festa do ano”, afirmou.

“Todos os pontos do acordo foram cumpridos. O ponto que está sendo questionado é o plano de cargos e carreiras que ficamos de remeter ao legislativo”, afirma o secretário. Milton Coelho disse ainda que a Alepe só teve uma seção este ano e que o plano será remetido até o dia 15 de janeiro. 

De acordo com o secretário, os efeitos do plano de cargos e carreira só entram em vigor em abril, por isso, não se pode alegar que está sendo descumprido.

O secretário também questionou a quantidade de representantes na reunião, que, segundo ele, tinha aproximadamente 180 pessoas. Milton Coelho afirmou ainda que o Estado está aberto para as conversas necessárias, disse. “Não há um só motivo que justifique 180 pessoas decretarem uma greve em nome de 4.500 policiais”, disse.

Postar um comentário