quinta-feira, 12 de maio de 2016

Dois Pernambucanos no Ministério do Golpe

Até a noite desta quarta-feira (11), dois pernambucanos estavam confirmados no futuro ministério do vice-presidente Michel Temer: os deputados federais Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM). O primeiro vai para o Ministério das Cidades e o segundo para o Ministério da Educação e Cultura.

Outros ministros confirmados são:

a) Alexandre Moraes, atual secretário de Segurança Pública de São Paulo, vai para a pasta da Justiça;
b) Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central no governo Lula, vai para o Ministério da Fazenda;
c) Senador José Serra (PSDB-SP), ex-prefeito e ex-governador de São Paulo, vai para o Ministério das Relações Exteriores;
d) Senador Romero Jucá (PMDB-RR) vai para o Ministério do Planejamento;
e) Ex-deputado Eliseu Padilha (PMDB-RS) vai para a chefia da Casa Civil;
f) Ex-deputado Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) vai para a Secretaria de Governo;
g) Senado Blairo Maggi (PR-MT) vai para o Ministério da Agricultura;
h) Gilberto Kassab (PSD-SP) vai para o Ministério das Comunicações;
i) Deputado Osmar Terra (PMDB-RS) vai para o Ministério Social;
j) Deputado Maurício Quintella (PR-AL) vai para o Ministério dos Transportes;
k) Deputado Ricardo Barros (PP-PR) vai para o Ministério da Saúde;
l) Alexandre de Moraes (sem partido-SP) vai para o Ministério da Justiça
m) Deputado Sarney Filho (PV-MA) vai para o Ministério do Meio Ambiente.

O PSB também foi convidado para participar do governo, mas declinou. A bancada federal gostaria de ver seu líder Fernando Filho (PE) no Ministério da Integração, mas a executiva nacional do partido não referendou a indicação.

Postar um comentário