quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Água fornecida em Petrolina-PE está fora dos padrões de consumo

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) abriu uma ação civil pública determinando que a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) forneça, em Petrolina, água dentro dos padrões de potabilidade estabelecidos pela legislação. Segundo o órgão, a água distribuída na cidade apresenta coliformes totais, sendo imprópria para o consumo humano.

De acordo com a autora da ação, a promotora de Justiça de Defesa do Consumidor de Petrolina, Ana Cláudia Sena, os relatórios enviados pela Compesa apresentam contaminação na própria saída das estações de tratamento e a presença desses microrganismos indica a necessidade de ações corretivas.

A Compesa alega que houve uma falha no procedimento de análise das amostras coletadas pela própria empresa, mas o caso já foi corrigido. A empresa assegura que a água distribuída na cidade está dentro dos padrões
Blog do Alvinho Patriota

Postar um comentário