quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Carnaval de Pernambuco sem forró, brega, funk e swingueira.


Artistas de forró eletrônico, forró estilizado, brega, swingueira, arrocha, funk, sertanejo e pagode estilizado não poderão se inscrever na convocatória do Governo de Pernambuco para o Carnaval de 2017.

A determinação faz parte de um pacote de medidas da Secretaria de Cultura, através da Fundarpe, e da Empetur, que, no próximo ano, irão segmentar os recursos do Estado para ritmos específicos na folia. Segundo o texto, 30% do orçamento serão para cultura popular, 40% para representantes da música da tradição carnavalesca, 10% para as orquestras de frevo e 20% para a música popular brasileira.

Dentro das categorias também serão aceitos apenas músicos pernambucanos ou que têm atuação cultural no Estado. A proposta de priorizar artistas locais e de gêneros que se referem à cultura pernambucana já era uma medida usada pelo Governo do Estado desde 2015, mas ainda não havia sido determinado quanto de investimento cada área receberia.

Segundo Marcelino Granja, os recursos para o Carnaval deste ano só serão definidos no final de janeiro, no entanto, tudo indica que deverá acontecer algum corte. Em 2015, o orçamento do Governo de Pernambuco caiu 30% em relação ao ano anterior, enquanto que em 2016 a queda foi de 20%.

Ainda assim, além desse orçamento, a Empetur continua podendo contratar outras atrações que fogem ao perfil da convocatória através da compra de cotas de patrocínio.

Postar um comentário