quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Doze propriedades são notificadas por furto de água em Lagoa do Ouro

Fiscalização foi realizada pela Compesa, Polícia Militar, Apac e Ministério Público do Estado 
Foto: divulgação/Compesa

NE10 Interior

Doze propriedades foram notificadas nessa quarta-feira (21) no município de Lagoa do Ouro, no Agreste de Pernambuco, após uma fiscalização conjunta da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), do Ministério Público do Estado (MPE) e da Polícia Militar. Os proprietários são suspeitos de furto de água.

A operação percorreu um trecho de 20 quilômetros ao longo do Riacho da Palha, único manancial que capta água para a barragem que atende a população de Lagoa do Ouro, em torno de 6 mil pessoas. De acordo com a Compesa, as propriedades estavam retirando água do riacho sem autorização, por meio de pequenas barragens, para ser utilizada na irrigação de plantações de batata doce. Duas bombas foram recolhidas no local.

Postar um comentário