quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

2016 foi o ano mais quente já registrado

Nada que não já fosse esperado: 2016 é o ano mais quente já registrado. É o terceiro ano consecutivo em que o recorde global de temperatura é quebrado. A informação foi confirmada nesta quarta-feira (18) pela agência norte-americana responsável por monitorar atmosfera e oceanos, a Noaa.

A média da temperatura da Terra ficou em 0,94°C acima da média do século 20, que serve como “zero” para a escala. O atual segundo colocado, o ano de 2015, teve uma temperatura de 0,9°C acima dessa média -os números resultantes da diferença entre temperaturas medidas em relação à média histórica recebem o nome de “anomalia”.

A conta da temperatura média é feita levando medições de temperatura de todo o globo. Separando a anomalia em oceânica e continental, 2016 continua sendo líder nas duas, mas o verdadeiro culpado aparece: a média terrestre é 0,1°C maior que a de 2015, e a oceânica não foi tão diferente das mais altas até então.

Nos 16 primeiros anos do século 21, houve cinco quebras de recorde (2005, 2010, 2014, 2015, 2016). E, entre os dez anos mais quentes já registrados, só o de 1998 não é deste século -foi um ano com forte El Niño.

O fenômeno, caracterizado pela elevada temperatura das águas do oceano Pacífico, bagunça o clima de todo o mundo, deixando-o especialmente quente e chuvoso em diversas regiões. A última ocorrência é de 2015, mas pode ter deixado sua contribuição no ano que passou.

Fonte: Folha de S. Paulo

Postar um comentário