quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Aeronáutica comunica ao governo que cinco pessoas morreram no avião em Paraty

O acidente ocorreu por volta das 13h30m e segundo o Corpo de Bombeiros, um dos tripulantes chegou a ser encontrado com vida, mas não resistiu

JC Online

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal (MPF) em Angra dos Reis abriram inquéritos para apurar as causas do acidente
Foto: Divulgação

A Aeronáutica informou ao governo federal que cinco pessoas morreram na queda do bimotor em Paraty, Rio de Janeiro. 

Três corpos foram encontrados dentro da aeronave e outra pessoa é considerada desaparecida. Uma mulher chegou a ser vista pelas equipes que ajudaram no resgate, mas não resistiu. Testemunhas relatam que ela batia no vidro e gritava por socorro, mas quando a fuselagem do avião foi aberta ela já estava sem vida. 

Além do relator da Lava Jato, ministro do STF Teori Zavascki, o dono do hotel Emiliano, Carlos Alberto Filgueiras e o pioloto Osmar Rodrigues estão entre os mortos identificados.

O acidente ocorreu por volta das 13h30m e segundo o Corpo de Bombeiros, um dos tripulantes chegou a ser encontrado com vida, mas não resistiu. Os outros dois já estavam mortos. 

Investigações 

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal (MPF) em Angra dos Reis abriram inquéritos para apurar as causas do acidente aéreo que matou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki.

No MPF, o inquérito foi aberto pela procuradora da República Cristina Nascimento de Melo, que está a caminho do local do acidente, em Paraty (RJ). Uma equipe de policiais federais especializados nesse tipo de investigação também se deslocou para a região

Postar um comentário