sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Pernambuco registrou 34 mortes por raios entre 2000 e 2015

Incidência média de raios por ano em Pernambuco é de 130 mil raios 
Foto: divulgação/Elat

NE10 Interior

Os municípios de Pernambuco registraram 34 mortes por raios entre os anos de 2000 e 2015, de acordo com dados da Rede Brasileira de Detecção de Descargas Atmosféricas, operada pelo Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) do Inpe.

Homens jovens são principais vítimas de raios no BrasilSegundo o órgão, foram registradas quatro vítimas fatais em Tracunhaém, na Zona da Mata Norte, três em São João, no Agreste, dois em São Joaquim do Monte, também no Agreste, um na ilha de Itamaracá, no Grande Recife, um em Petrolina, no Sertão, e outros casos pontuais em municípios da Zona da Mata e Interior.

Em novembro de 2014, um idoso de 70 anos morreu atingido por um raio em Paranatama, no Agreste. Ele estava conversando com parentes encostado na janela de sua residência quando foi atingido. No ano de 2015, informações preliminares apontam que foi registrada apenas uma morte no Estado, no município de Buíque, no Agreste. Em 2016, não foram feitos registros de mortes por raios pelo Elat em Pernambuco. 

O órgão também fez um levantamento da quantidade de ocorrências de raios nuvem-solo nas cidades mais populosas, nos anos de 2015 e 2016. Em 2015, foram registrados 90 no Recife, 240 em Jaboatão dos Guararapes, nenhum em Olinda, 315 em Caruaru, 8.190 em Petrolina e 15 em Paulista.

Em 2016, não foram registrados raios nestas cidades. A incidência média de raios por ano em Pernambuco é de 130 mil raios, ainda segundo o Elat.

Postar um comentário