quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Polícia Federal indicia dona de triplex no Guarujá; Lula e família não foram envolvidos

Ex-presidente, porém, permanece sendo investigado em apuração à parte

A Polícia Federal indiciou a publicitária Nelci Warken, proprietária confessa de um triplex localizado no Guarujá, alvo de investigação da fase Triplo X, da Operação Lava Jato. O relatório foi entregue pela PF à Justiça na última sexta-feira e divulgado nesta quinta-feira pelo juiz Sérgio Moro.

Além de Nelci, também foram indiciados funcionários da empresa Mossack Fonseca no Brasil: Maria Mercedes Riaño, Luis Fernando hernandez, Rodrigo Andrés Cuesta Hernandez, Ricardo Honório neto e Renata Pereira Britto. O empresário Ademir Auada, intermediário de negócios para a empresa, também foi indiciado.

Por outro lado, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva e sua família não entraram na lista de indiciados. Porém, segundo o portal UOL, há outro inquérito em curso que investiga suposto pagamento de propina por parte de Lula através de reformas

Postar um comentário