sábado, 21 de janeiro de 2017

SDS envia nota com medidas usadas para combater assaltos a agências bancárias em PE

 

por Mário Flávio

Para combater roubos e furtos aos bancos a Secretaria de Defesa Social, juntamente com suas operativas, adotou uma série de medidas. A Polícia Civil faz investigação, inclusive com investimentos no setor de inteligência para punir tais ações criminosas, contatos e trocas de informações com as Polícias e instituições parceiras de outros Estados.

De acordo com a SDS, inicialmente foi ampliada a estrutura para cuidar da situação com uso de três helicópteros e o número de equipes direcionadas a estas investigações, passando em novembro de 2016, de três para sete equipes, de forma a cobrir todo estado com equipes fixas no Sertão e agreste, onde antes não havia.

Ainda segundo a secretaria, na primeira quinzena de Janeiro de 2017 firam presos 6 criminosos envolvidas em roubo a bancos. Em 2016, no período de janeiro a dezembro a Força-tarefa de Repressão aos Crimes de Roubo e Furto da Polícia Civil nas instituições financeiras apresentou os seguintes dados:

“A desarticulação de 15 quadrilhas com prisão de 110 criminosos envolvidos em 3 (três) ações com maçarico, 3 (três) com explosivos, 7 (sete) por roubo a banco, 1 (um) por assalto a carro forte e 1 (um) por pescaria”, diz trecho da nota.

Ainda segundo a nota, no mesmo período, também foram indiciados 322 envolvidos e encaminhados à Justiça 102 inquéritos com autoria definida. “Tivemos durante o exercício 2016, 101 ações com uso de explosivos sendo contabilizado os arrombamentos a cashs, cofres e baterias. 68 consumados e 33 tentados”, diz a nota.

A PCPE também tem mantido reunião com os Bancos para recomendar que os mesmos possam adotar uma estrutura de segurança adequada para inibir a ação das quadrilhas especializadas.

PM – No âmbito da Polícia Militar, uma das ações foi a reestruturação da Radiopatrulha com o reforço no policiamento através da reativação das equipes das Rondas Ostensivas Roberto Pessoa (Rocrop), além de um reforço no policiamento com motos com emprego da Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam).

No interior, o BEPI (Batalhão Especializado de Policiamento do Interior) está sendo reestruturado, com policiais de elite, treinamento e armamento de grosso calibre, para combater essas quadrilhas.

Na segunda-feira (23) às operativas estão com ações referentes ao assunto. A PCPE estará apresentando preso envolvido em receptação, e suspeito de envolvimento com roubo a banco. Enquanto a Radiopatrulha que refentemente recebeu armamento pesado e munições, receberá agora também viaturas e reforço no efetivo especializado para as equipes ROCROP.

Postar um comentário