quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Submetralhadoras, granadas e até fuzil americano para combater quadrilhas de bancos


Armas de grosso calibre serão usadas para combater quadrilhas de roubo de bancos no Estado.

O Batalhão de Radiopatrulha que está sendo preparado para combater as quadrilhas especializadas em explosões e arrombamentos de caixas eletrônicos em Pernambuco receberam nesta semana um verdadeiro arsenal de armamentos de guerra. Há submetralhadoras, fuzil 556 (usado pelo Exército Americano), granadas, entre outras armas de grosso calibre. Escudos e coletes à prova de bala também foram adquiridos para dar mais segurança aos policiais.

“Com esse armamento temos a certeza que iremos combater de igual para igual os grupos que praticam as investidas aos bancos no Estado”, afirmou o comandante da Radiopatrulha, coronel Walter Benjamim.

Na semana passada, a Polícia Militar também anunciou a criação de uma “tropa de elite” para reprimir esses crimes a bancos. Será criado o “Rondas Ostensivas Roberto Pessoa” (Rocrop). O grupo contará com 176 policiais remanejados de outras unidades. O reforço foi anunciado no dia em que caixas eletrônicos da Secretaria Estadual de Educação foram explodidos.

Estatísticas

Balanço da Secretaria de Defesa Social apontou que, no ano passado, 15 quadrilhas desse tipo de crime foram desarticuladas. No total, 110 criminosos foram presos, envolvidos com roubos com uso de maçaricos, explosivos e até assaltos a carros fortes. No mesmo período também foram indiciadas322 pessoas.

Postar um comentário