quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Adagro investiga morte de bois e bezerros no Agreste de Pernambuco

Em uma fazenda cidade de São Bento do Una, 50 animais morreram em uma semana. Adagro suspeita que causa pode ser a doença clostridiose

Rádio Jornal

Foto: Reprodução/ Internet

A Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro) investiga a causa da morte de bois e bezerros nos últimos dias nos municípios de Ibirajuba e São Bento do Una, no Agreste de Pernambuco. 

As mortes estariam sendo causadas por conta da doença clostridiose, um tipo de infecção que não tem cura. Para se ter ideia, mais de 50 animais morreram em uma semana numa fazenda na cidade de São Bento do Una. No município de Ibirajuba mais animais morreram com os mesmos sinais da doença.

Sintomas

Segundo relatos dos pecuaristas, o animal começa a ficar fraco e em poucas horas morre. Luiz Carlos gerente regional da Adagro, explica que o animal pode adquiria a doença através da água e da ração contaminadas. “Essa bactéria fica nas carcaças de animais que morreram e lá ela se instala. Com determinadas condições climáticas essa bactéria se libera, o animal ingere, juntamente com alimento contaminado, e desenvolve a doença”, detalhou. 

A única forma de prevenção é através da vacina. Segundo o gerente da Adagro, quando o animal é infectado, geralmente morre

Postar um comentário