quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Governo de PE e sindicato de motoristas têm números diferentes para violência em ônibus



Para a SDS, ocorreram 196 crimes contra coletivos, no Grande Recife, em janeiro, média de seis por dia. Entidade informa ter notificado 526 casos nos primeiros 45 dias de 2017, uma média de 11 a cada 24 horas.

Por G1 PE



Coletivos são alvo de onda de crimes no Grande Recife (Foto: Dione Ramos/WhatsApp)

A divulgação de dados sobre assaltos a ônibus no Grande Recife, em 2017, está provocando uma divergência de números entre a Secretaria de Defesa Social (SDS) e o Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco. Oficialmente, o governo reconhece 196 casos, em janeiro. A entidade que defende os motoristas e cobradores informa ter contabilizado 526 crimes nos primeiros 45 dias do ano.


Para a SDS, a média diária é de seis assaltos por dia. O Sindicato aponta o registro de 11 crimes, em média, a cada 24 horas.


A diferença de números decorre da forma de registro. A SDS informa contabilizar apenas os casos em que há boletim de ocorrência feito em delegacias. Já o sindicato afirma que os dados são provenientes de informações das empresas de transporte coletivo e dos funcionários prejudicados pelos assaltantes.


A divergência entre os dados oficiais e dos motoristas e cobradores também foi registrada em 2016. Para a SDS, ocorreram 1.223 crimes contra ônibus, entre janeiro e dezembro. Isso significa uma média de 101 casos por mês. Para o sindicato, foram 1.916 crimes, entre janeiro e dezembro de 2016. Isso representa 159 ações criminosas a cada 30 dias, em média.


Combate ao crime

Diante do problema, a Polícia Militar informou que está trabalhando, com o lançamento ordinário e apoio dos batalhões especializados, a exemplo da Radiopatrulha e CIPCães, para coibir os assaltos a ônibus.


Esse trabalho, segundo a PM, resultou, em 2016, em 42 mil abordagens a coletivos, com 92 pessoas conduzidas às delegacias, e a apreensão de 36 armas, entre revólveres e facas.


A Força-Tarefa da Polícia Civil, por sua vez, contabiliza, nos últimos 5 meses, 24 inquéritos, 78 diligências e 104 pessoas ouvidas, o que já resultou na prisão de 17 criminosos. Essas capturas levaram a uma de diminuição muito acentuada dos assaltos em determinadas áreas, a exemplo das paradas às margens da BR-101.


A chefia da Polícia Civil de Pernambuco determinou a criação de uma força-tarefa para investigar os assaltos a ônibus na Região Metropolitana do Recife. As equipes também serão responsáveis por apurar os roubos a postos de combustíveis.


Postar um comentário