quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Ladrão rouba celulares, é roubado logo depois e reclama da violência.


Adreys Rodrigues de Sousa é um jovem de 18 anos, morador de Sobral, no interior do Ceará, e, como quase todos os brasileiros, está indignado com a escalada de violência. Ele estava com dois telefones celulares quando foi abordado por dois homens identificados apenas como Natan e Boquinha. Eles queriam roubá-lo, mas Adreys não se conformou e reagiu. Acabou espancado e sem os celulares. Na delegacia, registrou um boletim de ocorrência sobre a agressão que sofreu. Os bandidos ainda não foram localizados.


A gente concorda com Adreys, a violência está mesmo demais. Só é importante informar que ele chegou à delegacia preso, e não por conta própria. É que os celulares roubados por Natan e Boquinha tinham sido roubados por Adreys dez minutos antes, de uma senhora que saía de uma igreja no Parque da Cidade. A vítima original comunicou o crime à polícia, que encontrou Adreys espancado e sem os aparelhos. Ele foi encaminhado para a delegacia e, posteriormente, à Cadeia Pública de Sobral. Mas não sem antes fazer sua denúncia. “Nós já estávamos com a vítima na viatura, que reconheceu ele de imediato. O mais inusitado é que ele fez um Boletim de Ocorrência e reclamou da violência”, afirmou um dos policiais envolvidos na ação ao Diário do Nordeste


Postar um comentário