terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Moradores caçam “lobisomem” após relatos de ataque



A Policía Militar do Mato Grosso de Sul registrou um boletim de ocorrência de um ataque supostamente feito por um animal semelhante a uma lobisomem. O caso aconteceu na cidade de Iguatemi, no interior do estado, onde Regina de Abreu, professora de 55 anos, alega ter sido atacada por um “bicho horrível com cabeça grande e focinho muito comprido” enquanto dirigia. Ela relatou que dirigia com seu marido até a casa de sua filha e, enquanto passava por um matagal no bairro de Waloszek Konrad, a criatura misteriosa a atacou. O esposo disse que nada viu.



A PM local declarou ao portal G1 que relatos parecidos vêm surgindo no município, sendo essa a primeira vez em que a polícia é acionada. Aproximadamente 30 moradores se reuniram para caçar o animal, armados de foices e paus. “Eu penso que era algum bicho, mas as pessoas acreditam que era um lobisomem. Eu tenho medo porque meus netos sempre passam por ali e vão para a escola à noite”, afirmou Regina.

A cidade conta com pouco mais de 15 mil habitantes e já teve outro caso de ataque relatado. Luiz Carlos de Quadros afirmou já ter se encontrado com duas vezes com o bicho. “Na hora que eu vi, eu pulei da bicicleta. Ele deu uma rosnada muito forte e eu fiquei sem reação, mas ele foi embora. Depois eu senti muito medo, porque eu tenho certeza que era um lobisomem”, declarou Luiz Carlos

Postar um comentário