segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

PM punido por fazer falsa blitz, abordar mulher e abusá-la dentro de carro no Recife


Raphael Guerra

    

A falsa blitz foi realizada pelo policial no bairro do Ipsep. Ele foi punido com a exclusão da corporação. Foto: Google Maps/Reprodução

Um cabo da Polícia Militar de Pernambuco foi punido com a exclusão da corporação após ser investigado por realizar uma falsa blitz, abordar uma mulher, entrar no veículo dela e, sob ameaça de uma arma de fogo, abusá-la. O caso aconteceu no bairro do Ipsep, na Zona Sul do Recife. A demissão do policial, determinada pela Secretaria de Defesa Social (SDS), foi publicada no Diário Oficial.

De acordo com as investigações da Corregedoria Geral da SDS, o policial militar estava lotado no Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTRan) junto a outro soldado da PM. A abordagem aconteceu na Avenida Recife, próximo ao antigo shopping Outlet. Sob pretexto de fiscalizar as condições do extintor de incêndio da motorista, o cabo entrou no veículo dela, fechou a porta e praticou os abusos.

PUBLICIDADE

O soldado que acompanhava o suspeito também foi punido com a exclusão da corporação porque ficou comprovado que ele deu cobertura para a prática criminosa. O caso aconteceu em junho de 2012, mas somente na última semana a SDS determinou a punição aos policiais.

Justiça

Além de denunciar o caso à corregedoria da SDS, a vítima também prestou queixa e o suspeito responde a processo na Justiça. O caso, porém, segue sob sigilo.

Caso semelhante

A punição ao policial foi determinada pela Corregedoria da SDS. Foto: JC Imagem/Arquivo

Um soldado da PM também foi excluído da corporação após ser investigado por exigir dinheiro a um motorista que apresentava sinais de embriaguez e também exigir “favores sexuais” a mulher dele. O caso aconteceu durante uma blitz em Olinda, na Região Metropolitana do Recife

Postar um comentário