segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Tio e sobrinhos de 4 e 8 anos morrem em acidente de moto em Petrolina, PE



Mãe das crianças foi socorrida para o Hospital Universitário. Segundo a PC quatro pessoas estavam na moto e não usavam capacete.



Por Taisa Alencar


Do G1 Petrolina

Corpos das vítimas foram encaminhados para o Instituto de Medicina Legal de Petrolina (Foto: Taisa Alencar / G1)


Duas crianças de 4 e 8 anos e um jovem, de 21 anos, morrem em um acidente de moto, na noite deste domingo (19), na PE-626, Zona Rural de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. A mãe das crianças, de 27 anos, também estava no veículo e foi socorrida para o Hospital Universitário (HU). De acordo com o Instituto de Criminalística (IC), as vítimas eram tio e sobrinhos, estavam todos em uma moto e nenhuma utilizava capacete.


O acidente ocorreu por voltas das 20h30, na estrada que liga os povoados de Pedrinhas e Nova Descoberta. Segundo informações da Polícia Civil (PC), o condutor da moto perdeu o controle do veículo e bateu em muro baixo de concreto. Com o impacto, as vítimas foram arremessadas na pista. O tio e os dois sobrinhos morreram na hora. A mãe das crianças foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o HU com fraturas no antebraço, tornozelo e bacia.

O perito criminal e gestor do Instituto de Criminalística (IC), Ivan Câmara, esteve no local do acidente e informou que as vítimas morrem principalmente em decorrência de ferimentos provocados na cabeça, com afundamento de crânio. O perito ressalto ainda que as vítimas estavam sem capacetes.

No Boletim de Ocorrência registrado pela polícia consta que o condutor da moto tinha ingerido bebida alcoólica antes do acidente. Exame de alcoolemia foi realizado no jovem para comprovar a presença de álcool no sangue. Após a perícia feita pelo IC os corpos das três vítimas foram encaminhados para o Instituto de Medicina Legal (IML), onde aguardam liberação.

Em nota, o Hospital Universitário informou que a mãe das crianças passou por uma cirurgia ortopédica e está em observação. O estado de saúde é considerado estável, mas inspira cuidados

Postar um comentário