domingo, 12 de março de 2017

Aos 72 anos, indiana realiza sonho de ser mãe: "Meu corpo já não aguenta, mas não me arrependo"



Do R7




Daljinder, de 72 anos, e Mohinder, de 80, tornaram-se pais de Armaan no ano passadoReprodução/Yahoo


Aos 72 anos, a indiana Daljinder realizou o sonho de ser mãe. Ela e o marido, o fazendeiro Mohinder Singh Gill, de 80 anos, haviam tentado ter um filho sem sucesso por 46 anos. Depois de vender algumas terras, o casal conseguiu dinheiro suficiente para bancar uma fertilização in vitro. O pequeno Armaan nasceu em abril do ano passado.

Em entrevista, Daljinder afirmou que vem sofrendo com problemas com saúde desde que deu à luz. "Desde que ele começou a engatinhar, eu me apóio sobre minhas mãos e meus joelhos o tempo todo. Tem sido difícil. Meu corpo não aguenta. Já fui a diversos médicos, mas eles apenas me dão remédios para a dor", diz. Apesar das crises de hipertensão e dor nas juntas, a indiana garante que não se arrepende da escolha de se tornar mãe.


— Eu me preocupo com Armaan. Eu tenho que cuidar da minha saúde, mas preciso cuidar da saúde dele também.

Anos de tentativas

O casal indiano fez o procedimento de fertilização in vitro em uma clínica no estado de Haryana, ao norte da Índia. Eles utilizaram óvulos doados e passaram por tratamentos ao longo de dois anos até conseguirem conceber o pequeno Armaan.

O embriologista responsável pela concepção se chama Anurag Bishnoi. À imprensa, o médico contou que, de início, tentou evitar o caso por conta da idade dos pais. Após algumas avaliações, entretanto, concluiu que a gestação de Daljinder não seria de risco.

— A princípio, ela estava muito fraca. Mas depois passou por exames e a situação se normalizou, ela se mostrou apta a engravidar.

Bebê abaixo do peso

O pequeno Armaan nasceu em abril do ano passado com apenas 3,9 libras (o equivalente a 1,7kg). Hoje, o peso dele é de 15 libras (aproximadamente 6 kg), o que ainda é considerado abaixo do ideal para a idade dele. Daljinder acredita que o problema se dê porque ela não conseguiu amamentar o garoto por mais de três meses.

— Meu leite não estava bom e, atualmente, as fraldas para a idade dele ainda são grandes. Já perguntamos aos médicos se há algum remédio que possamos dar para aumentar o peso de meu filho, mas eles apenas dizem para deixá-lo engordar naturalmente.

Apesar da situação, Daljinder garante que Armaan é um bebê cheio de energia.

— Não importa onde eu esteja, ele engatinha até mim. Ele é uma criança amigável e sorri para todos

Postar um comentário