segunda-feira, 13 de março de 2017

Engenheiro frustrado e péssimo gestor, diz filho de Rossi



Em entrevista, o filho biológico de Reginaldo Rossi revelou que pai morreu pobre e endividado com jogo


por Roberta Patu 


Roberto Rossi disse que o pai deixou muitas dívidasReprodução/R7 e LeiaJáImagens

Depois de quatro anos da morte de Reginaldo Rossi, o seu filho Roberto Rossi e alguns amigos do artista falaram pela primeira vez. Em entrevista ao Domingo Show, de Geraldo Luís, o programa mostrou alguns bens deixado pelo artista, o abandono dos seus pertences e a nova música composta por ele.


Rei do Brega, Reginaldo Rossi morreu em dezembro de 2013 e com ele levou o carisma e a alegria, de uma carreira de sucessos, que marcou gerações. Atualmente, a sua residência localizada na Avenida Boa Viagem está abandonada e esperando investidores. O terreno, que foi a última moradia do Rei, possui uma área na qual ele sonhava em construir uma pousada e um restaurante.



O projeto da pousada não foi terminado e segundo o seu filho Roberto Rossi, o pai era um engenheiro frustrado, porque começou a cursar Engenharia, mas não terminou, e um péssimo administrador. Além disso, ele tentou várias vezes alertar o pai, porém não teve sucesso. "Ele tinha terreno em Itamaracá, mas perdeu muitos bens nas cartas. Ele era um péssimo administrador e um engenheiro frustrado", disse.

Na casa estão letras de músicas, premiações, fotografias, objetos pessoais e grande parte do acervo do Rei do Brega. Sem ter como manter a residência, Roberto paga com dificuldade a segurança eletrônica do local e afirma que não tem como arcar com as despesas, uma vez que trabalha como motorista de Uber, no Rio de Janeiro. “O dinheiro que eu ganho como motorista só dá para sustentar a casa”, explicou.

Segundo Roberto, devido ao vício do pai, a única herança deixada por ele foram as dívidas de jogos. "Quando eu e minha mãe fomos ver a sua conta, não tinha nada, nada, nada! Para conseguir enterrá-lo, contamos com a doação de um jazigo. Mas, essa ausência de dinheiro não surpresa para a gente", contou. Ainda conforme Roberto, ele não teve uma relação próxima com o pai e o maior sofrimento do Reginaldo era com ele mesmo. "O sofrimento dele era se martirizar pelas próprias atitudes e consequências delas", concluiu.

A esposa de Reginaldo Rossi, Celeide Neves morreu oito meses após o artista. O seu filho adotivo, o engraxate José Joelson falou que após a morte do 'pai', a esposa chamava Rossi pela casa. Para José, Celeide morreu de tristeza

Postar um comentário