domingo, 5 de março de 2017

Familiares aguardam liberação de corpo do motorista do Uber



Motorista do Uber foi morto quando levava ex-presidiário no Recife

Rádio Jornal

Marcela Maranhão/ Rádio Jornal

 

Os familiares do motorista de Uber Rodrigo Paudarco Bahia, de 32 anos, assassinado ontem em frente à estação de metrô da Mangueira, na Zona Oeste do Recife, aguardam a liberação do corpo na manhã deste domingo (5) no Instituto de Medicina Legal do Recife. O crime aconteceu na tarde de ontem (4) e o carro que Rodrigo Bahia dirigia foi alvo de pelo menos, 20 disparos de arma de fogo. A irmã dele, Renata Paudarco Bahia, conversou com a repórter Marcela Maranhão sobre como era o Rodrigo no dia a dia e disse que espera por justiça. “Primeiramente a justiça de Deus. A gente quer menos violência, menos impunidade, falta de amor e a gente não tem segurança nenhuma”, relatou Renata. Rodrigo foi morto enquanto transportava um ex-presidiário, identificado como Cristiano Afonso Leonardo Sales, foi atingido no pé e no tórax. Ele foi socorrido pela Polícia Militar para a UPA dos Torrões, mas como precisava passar por cirurgia, foi transferido para o Hospital da Restauração, área central do Recife.

 

INVESTIGAÇÃO

A polícia deve solicitar as imagens das câmeras de segurança da rua onde aconteceu a execução para tentar identificar quem cometeu o crime. Cristiano Sales deve prestar depoimento à polícia quando estiver recuperado dos procedimentos médicos. O crime que vitimou o motorista do Uber aconteceu na Rua São Miguel no bairro do Jiquiá, no Recife

Postar um comentário