terça-feira, 21 de março de 2017

Homem morre ao usar iPhone enquanto tomava banho



Médico legista informou que iPhones podem ser tão perigosos quanto secadores de cabelo


por Nathália Guimarães


iPhone, da ApplePexels

Um médico legista disse que iPhones devem trazer alertas de segurança, depois que um homem foi eletrocutado e morreu enquanto tentava carregar seu smartphone no banho. Sua morte foi considerada acidental, mas o especialista diz que a Apple poderia evitar outros acidentes como estes anexando avisos em seu telefone.


Richard Bull, de 32 anos, morreu em sua casa em Ealing, no oeste de Londres, quando seu carregador entrou em contato com a água em 11 de dezembro. Citado pelo jornal The Independent, o médico-legista assistente Sean Cummings disse no inquérito que os iPhones parecem dispositivos inócuos, mas que podem ser tão perigosos quanto um secador de cabelo no banheiro.

O legista disse que vai enviar um relatório de prevenção à Apple para que acidentes como estes não ocorram novamente. Segundo o jornal The Sun, Richard Bull foi encontrado por sua esposa com o celular repousando em seu peito e com queimaduras graves no tórax, braço e mãos.

O gerente de segurança de produtos, Steve Curtler, disse à BBC que dispositivos como iPhones e laptops têm tensões relativamente baixas, mas que o risco de acidentes aumenta quando os aparelhos estão conectados a uma fonte de alimentação. "Embora o cabo conectado ao telefone esteja em 5V, em algum lugar ao longo da linha ele está conectado à fonte de eletricidade", disse.

Postar um comentário