sexta-feira, 3 de março de 2017

Obra maquiada do FEM começa a desabar em Itaquitinga

Um caso inusitado de desmantelo nos recursos do FEM, Fundo Especial dos Municípios, criado pelo ex-governador Eduardo Campos, que já foi vedete de sucesso entre os prefeitos pernambucanos, se transformou numa bomba em vários lugares do sertão ao cais com obras inacabadas e maquiadas. Em Itaquitinga, o ex-prefeito Pablo Moraes(PSD) que disputou a reeleição em 2016 e foi derrotado, passou 3 anos se arrastando com a obra do FEM de reforma do Mercado Público Municipal e numa atitude inusitada digna das novelas O Bem Amado, da Rede Globo, inaugurou o mercado inacabado e maquiado um dia antes das eleições, em Pleno sábado, num acinte ao decoro e a normas vigentes. A obra que foi descaracterizada do projeto original custou quase R$ 1 milhão de reais e teve a cobertura trocada para policarboneto, uma Resina plástica que teima em voar e que não oferece segurança alguma. No dia de hoje o teto começou a desabar e os engenheiros do CREA já atestaram que a construção é precária. Além disso o então prefeito derrotado distribuiu os boxes do mercado a pessoas que não são comerciantes como moeda eleitoral afrontando também a Justiça Eleitoral.         Itaquitinga, situada na Mata Norte, sofreu durante quatro anos sem seu Mercado Público, a população tinha nele, umas das maiores reclamações, pois as carnes eram comercializadas sem a mínima condição de higiene, e no meio da rua. Menos de 5 meses depois o mercado está um caos, terá que ser totalmente reconstruido.






Postar um comentário