quinta-feira, 2 de março de 2017

Rotina de volta - Pernambuco com explosões a bancos e reféns

Madrugada de terror

O cenário no Cabo de Santo Agostinho é de destruição e medo 
Foto: Maurício Carlos / Comuniq


NE10


Está cada vez mais rotineira a ação de criminosos contra bancos em Pernambuco. Desta vez, três agências bancárias foram alvo dos bandidos, apenas na madrugada desta quinta-feira (2). Duas delas foram explodidas no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, uma do Banco do Brasil e outra do Itaú. Na cidade, a ousadia da quadrilha foi tanta, que chegaram a fazer oito reféns. Já na Mata Norte do Estado, um posto do Banco do Brasil também foi alvo de explosão nas proximidades da Prefeitura de Lagoa do Carro.


No Cabo, os bandidos chegaram a levar aproximadamente oito reféns na fuga, de acordo com testemunhas. Para impedir a perseguição da Polícia Militar, os criminosos deixaram grampos em um trecho da antiga BR-101 e queimaram vários veículos. De acordo com a polícia, o grupo chegou fortemente armado em pelo menos dois carros e uma moto.


Os reféns, que viveram momentos de terror, estavam em um restaurante na margem da BR e foram obrigados a entrar em um carro e seguir com os bandidos. Alguns chegaram a ser amarrados no capô do veículo e um homem foi baleado. O ferido foi levado para o Hospital Mendo Sampaio, no Cabo de Santo Agostinho.

VEJA AS FOTOS


Gallery could not load.

 

Segundo a TV Jornal, os demais reféns foram abandonados na nova BR-101. Um ônibus que seguia com trabalhadores também foi interceptado pelos bandidos. De acordo com moradores da área, vários tiros foram ouvidos durante a ação e a delegacia da cidade foi metralhada. Segundo a polícia, os assaltantes fugiram em direção à cidade de Escada.


Foto: Maurício Carlos / Comuniq


Uma agência da Caixa Econômica Federal também foi atacada no Cabo, mas não foi confirmada nenhuma explosão no local. Os bandidos quebraram as vidraças.

Já em Lagoa do Carro, por volta da 3h30 da madrugada os bandidos explodiram a agência do Banco do Brasil que fica próxima à prefeitura da cidade. Tiros foram ouvidos pelos moradores e o local foi isolado para a perícia nesta manhã. Essa é a quarta investida contra banco em Lagoa do Carro em menos de um ano. Equipes de pelo menos 5 batalhões foram acionadas para atender à ocorrência. Essa é a quarta ação criminosa contra caixa eletrônico em Lagoa do Carro em menos de um ano. 


Os pernambucanos estão cansados


Segundo levantamento do sindicato dos Bancários, somente em 2016, cerca de 260 ações violentas, entre assaltos, explosões ou furtos, aconteceram em Pernambuco. Grande parte dessas ocorrências têm sido registradas no interior do Estado. Um levantamento consolidado das ações só será lançado em janeiro de 2017. Ainda de acordo com o sindicato, a onda de investidas criminosas contra instituições financeiras também aumentou a incidência de bancários afetados por problemas psicológicos em decorrência da violência nas agências.


O Recife foi palco de guerra no último dia 21 de fevereiroFoto: Bobby Fabisak / JC imagem


A ação desta madrugada ocorre menos de dez dias depois do ataque criminoso à agência de transporte de valores Brinks, na Zona Oeste do Recife. No último dia 21 de fevereiro, os pernambucanos ficaram chocados com a audácia da quadrilha que tocou o terror na cidade, quando cerca de 20 criminosos fecharam ruas, queimaram carros e criaram um cenário de guerra na capital pernambucana um dia após a troca no comando da Polícia Militar e às vésperas do Carnaval

Postar um comentário