quinta-feira, 20 de abril de 2017

Baixaria Familiar assusta clientes no Shopping Recife

Briga familiar no Camarada Camarão termina na delegacia

A confusão começou ainda no carro enquanto se dirigiam ao estabelecimento


Foto: Bettina Novaes/Esp. DPUma confusão familiar necessitou de intervenção da Polícia Militar e foi parar na Delegacia de Boa Viagem, na noite desta quarta-feira. A briga aconteceu na recepção do restaurante Camarada Camarão, no Shopping Center Recife, na Zona Sul. Após discutir com a esposa do seu pai, uma mulher, de 46 anos, que pediu para não ser identificada, segurou com firmeza o braço da madrasta, Glória Maria Alencastro, 63, que revidou e teve a roupa rasgada. De imediato, o irmão da madrasta reagiu. Segundo testemunhas, Flávio Alencastro esmurrou a mulher. Desferiu vários socos, e ela não teria tido forças para reagir. Glória ainda bateu na enteada após a interferência do irmão, que é policial civil, estaria armado e ameaçou matar quem fosse testemunhar sobre a agressão na delegacia.

Segundo a família, a briga entre madrasta e enteada começou ainda no carro. Glória disse que a enteada não aceita o relacionamento, que já dura mais de dez anos. Já a enteada afirma que a madastra a chamou de louca por tomar remédios para dormir e fez insinuações negativas pelo fato da filha do seu marido não ter filhos. Quando ela teve a roupa rasgada, foram os funcionários do Camarada que deram uma blusa para que ela pudesse se recompor.

Segundo o delegado João Britto,  da Delegacia de Boa Viagem, Flávio Alencastro vai responder por vias de fato, o que não resultará numa pena de reclusão. Alencastro também registrou queixa contra a enteada de sua irmã, que foi a última a ser ouvida pelo delegado e seguirá para fazer exames de corpo de delito. 

A equipe de reportagem entrou em contato com a assesoria de imprensa do centro de compras, mas o mall informou que não tem responsabilidade sobre o que acontece dentro das lojas


Postar um comentário