quarta-feira, 19 de abril de 2017

Bancários de PE aderem à Greve Geral do dia 28 de abril




Os bancários de Pernambuco vão participar da Greve Geral que acontece no dia 28 de abril. A decisão foi tomada pela categoria durante a Assembleia Geral Extraordinária realizada, ontem, na sede da entidade. A mobilização nacional tem o objetivo de barrar as nocivas reformas da Previdência e trabalhista, assim como a Lei da Terceirização defendidas pelo governo ilegítimo de Michel Temer.


Por unanimidade, a categoria aprovou o fechamento das agências dos bancos públicos e privados por um período de 24 horas. "Essa será a greve da consciência e da unidade. O Sindicato oferecerá toda a estrutura necessária, mas a greve deve ser espontânea. Precisamos ter coragem para enfrentar o que o que capital está fazendo com os nossos direitos", afirma a presidenta do Sindicato, Suzineide Rodrigues.


A assembleia aprovou também um calendário de luta, proposto pela base para preparação da Greve Geral, que inclui dia de mobilização, definição de uma agenda de visitas às agências e a realização de uma assembleia organizativa.


De acordo com a diretora da Fetrafi/NE e membro do Comando de Greve da CUT-PE, Teresa Souza, os bancários também podem colaborar com panfletagens em locais estratégicos, como nas estações do metrô. "Se cada delegado sindical conseguir convencer a sua agência a fechar, conseguiremos fazer uma greve forte. Também precisamos dialogar com a sociedade e trazer ela para a luta", defende.


A Greve Geral é uma iniciativa das centrais sindicais e das frentes populares contra o avanço de uma pauta neoliberal que visa acabar com os direitos da classe trabalhadora.


Confira o calendário de luta dos bancários:


20 de abril, às 9h: Dia Nacional de Mobilização em defesa dos bancos públicos


24 de abril, às 18h30: Reunião da direção com delegados sindicais e base para definir agenda de visitas às agências


26 de abril: Assembleia Organizativa para a Greve Geral


28 de abril: Greve Geral


Postar um comentário