terça-feira, 4 de abril de 2017

Delegado conclui inquérito e pede prisão da blogueira Júlia Salgueiro por discriminação



De acordo com Paulo Rameh, Julia cometeu discriminação contra pessoa portadora de deficiência em meio digital

Por: portal FolhaPE 


Delegado Paulo RamehFoto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco


A Polícia Civil de Pernambuco apresentou, na tarde desta segunda-feira (3), o inquérito concluído, na semana passada, pedindo a prisão preventiva da blogueira Júlia Salgueiro. De acordo com o delegado Paulo Rameh, Julia cometeu discriminação contra pessoa portadora de deficiência em meio digital. Se condenada, poderá pegar uma pena que varia de 2 a 5 anos de reclusão.

O delegado mostrou também as receitas psiquiátricas apresentadas pela defesa de Júlia. As xerox mostram que ela passa por tratamento desde abril de 2016. O delegado vai encaminhar o inquérito ainda nesta segunda para o Ministério Público de Pernambuco (MPPE). E, do MPPE, o inquérito segue para a justiça. 

Para Rameh, a atuação da família foi fundamental para a conclusão do inquérito. "Os familiares 'printaram' tudo e trouxeram rapidamente para nós. Isso foi fundamental. Se eles não tivessem trazido as provas, nós teríamos de recorrer ao Facebook e o processo demoraria muito mais", analisa Rameh

Postar um comentário