segunda-feira, 17 de abril de 2017

Duplo homicídio de Garanhuns pode ter motivo passional

Em noite sangrenta em Garanhuns, dois homens morrem após serem alvejados por cerca de 40 disparos de arma de fogo em bar no bairro do Magano



Duas pessoas morreram assassinadas na noite deste domingo, 16 de abril, na Avenida Santa Terezinha, no bairro do Magano, em Garanhuns. De acordo com informações, eles estavam em um bar na localidade, que populares conhecem por Bar de Mané Cabaré, quando, por volta das 22 horas, um veículo estacionou na frente do estabelecimento comercial. Testemunhas disseram que no carro estavam 04 homens, que ainda contaram com o apoio de uma moto.  Dois dos indivíduos desceram, do veículo e passaram a atirar na direção de um um homem, identificado como Alcindo Júlio Caetano da Silva, 39 anos, vulgo Galo da Índia. ex-presidiário, que morreu instantaneamente após ter seu corpo crivado por balas. 

A segunda vítima tentou correr quando da abordagem do atirador, mas também foi atingida por disparos de arma de fogo na frente do bar,vindo a óbito no local. Trata-se de José Germano da Silva, um padeiro de 33 anos que residia na Rua Serra Branca, no Magano. 

Ainda sobre a segunda vítima, testemunhas disseram que ela, ao correr para tentar escapar da morte, teria gritado que era inocente.  O veículo utilizado na ação de execução, segundo populares, teria sido um Grand Siena branco. Cerca de 40 disparos de arma de fogo, foram efetuados por pistola 380 e revólver calibre 38.

Corsa que estava estacionado ao lado do bar foi atingido pelos disparos
Foto-crédito: Portal Imprensa do Agreste

Após o crime, a PM foi acionada e, após diligências, prendeu um suspeito de participação no crime. Ele foi identificado como Luiz Fernando Leandro de Melo, de 20 anos. residente em Palmeirina. O jovem teria sido reconhecido por uma testemunha como um dos autores do duplo homicídio. Ainda segundo informações, a primeira morte pode ter tido motivação passional, pois, de acordo com relatos, Alcindo estaria tendo um caso com a companheira de um ex-presidiário.

Com mais estas duas mortes, chega a 25 o número de assassinatos em Garanhuns em 2017

V&C Garanhuns

Postar um comentário